Sem queda de energia no estádio municipal, o Peixe venceu seu primeiro jogo no torneio sul-americano.

O Santos enfrentou nesta quinta-feira o Nacional, do Uruguai, pela segunda partida de grupos da Taça Libertadores da América. Em seu primeiro jogo, no estádio do Pacaembu, o Peixe venceu seu adversário por 3 a 1 e assume a segunda colocação na classificação com 3 pontos. O líder do Grupo 6 é o Estudiantes, da Argentina, com 4 pontos.

A nova diretoria santista, desde que assumiu o cargo, informou que fará diversos jogos em São Paulo para atender pedido da torcida da capital paulista e para gerar maior receita. Mas tratando-se de partida pela Libertadores o público não foi o esperado, já que compareceram a campo de jogo 18.077 pagantes.

O JOGO
Em campo a equipe do técnico Jair Ventura buscava a sua primeira vitória, já que foi derrotado no Peru para o Real Garcilaso. A vitória era de suma importância para manter-se no topo da tabela e não distanciar dos seus concorrentes pela vaga as oitavas de final.

O Santos começou a partida estudando o time do Nacional/URU, que assustou, mas o gol veio logo aos 19 minutos. A equipe da baixada santista conseguiu abrir o placar em cobrança de falta pelo lado esquerdo de ataque. O atacante Eduardo Sasha aproveitou o cruzamento e cabeceou para o gol. Conde, o goleiro do Nacional/URU não segurou a bola e o Peixe saiu na frente.

Em jogadas rápidas pelas pontas, o time de Ventura trocava passes rápidos e enganava a marcação do Nacional/URU. No final da primeira etapa o atacante Gabriel, o Gabigol, foi expulso após receber o segundo cartão amarelo.

A expulsão não influenciou na partida e logo aos 2 minutos da segunda etapa, em um belo contra-ataque, o atacante santista Rodrygo arrancou pelo lado esquerdo de ataque e levou dois defensores. Ninguém conseguiu segurar o menino que parou dentro da grande área e chutou cruzado, no meio das pernas do arqueiro, para fazer 2 a 0.


A equipe visitante tentava a todo custo diminuir o placar para tentar o empate e sair com um bom resultado. Mas o jogo não foi o que a equipe do Uruguai esperava. Somente aos 35 minutos da segunda etapa o time chegou a marcar o seu gol. O volante Oliva foi o autor do tento para o time do Nacional/URU. A comissão técnica e jogadores não tiveram tempo para comemorar.

A equipe da baixada santista deu a saída do meio e campo e logo em seguida, em jogada de Alison, Mas após a saída de bola em uma bela jogada, o volante Alison deixou o atacante Eduardo Sasha na cara do gol. O goleiro Conde não conseguiu interceptar a bola e o Santos deu números finais a partida.

Após o término da partida, em entrevista, Léo Citadini falou sobre a oportunidade ao entrar como titular.
“Meu primeiro jogo como titular na Libertadores. Sabia que eu jogaria desde antes do jogo contra o São Bento, quando o Jair poupou. Me preparei muito e dei o meu melhor. Jair tem me passado confiança, tive a oportunidade e acho que estou indo bem” – disse o volante santista.

Veja as estatísticas da partida
Fonte: Veja Esportes

Posso de bola: Santos 48% / 52% Nacional/URU
Finalizações: Santos 6 / 20 Nacional/URU
Chutes a gol: Santos 5 / 5 Nacional/URU
Faltas cometidas: Santos 14 / 13 Nacional/URU
Impedimentos: Santos 1 / 1 Nacional/URU
Escanteios: Santos 2 / 7 Nacional/URU
Cruzamentos: Santos 4 / 1 Nacional/URU
Cartões Amarelos: Santos 4 / 5 Nacional/URU
Cartões vermelhos: Santos 1 / 0 Nacional/URU


FICHA TÉCNICA

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison, Léo Cittadini (Guilherme Nunes) e Vecchio (Dodô); Eduardo Sasha, Rodrygo (Arthur Gomes) e Gabriel.
Técnico: Jair Ventura

NACIONAL: Conde; Peruzzi, Corujo (Gonzalo Bueno), Arismendi e Polenta; Romero (Viúdez), Oliva, Zuninho e Espino; Bergessio (Gonzalo Bueno) e De Pena (Rodríguez).
Técnico: Alexander Medina

GOLS: Eduardo Sasha, aos 19, Rodrygo, aos 2 da segunda etapa, Oliva, aos 35, e Eduardo Sasha, aos 37 minutos.
ÁRBITRO: Ulises Mereles (PAR)

CARTÕES AMARELOS: Vanderlei, Léo Cittadini, Rodrygo e Gabriel (Santos); Romero, Oliva, Corujo, Polenta e Peruzzi (Nacional).
CARTÃO VERMELHO: Gabigol (Santos)

PÚBLICO: 18.077 pagantes
RENDA: R$ 791.540,00
LOCAL: Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

PRÓXIMA RODADA:
O Santos enfrenta o Estudiantes, fora de casa, 5 de abril.

Por: Ricardo Valente

ACESSE MAIS NOTÍCIAS >>

happy wheels 2 demo

Categoria: