Clubes tratam possibilidade de empréstimo dos dois atletas até 2019, com cláusula de vitrine

Inter vê em Zeca um nome de peso para reforçar o elenco de Odair Hellmann para a temporada de retorno à elite do Brasileirão. O Santos, por sua vez, não mede esforços para assegurar a permanência mais longeva de Eduardo Sasha. Em conversas desde o final de março, os dois clubes avançam nas tratativas e se aproximam de um desfecho positivo para concretizar uma troca entre os dois atletas.

De acordo com o que o GloboEsporte.com apurou, as negociações estão próximas de um desfecho positivo, salvo uma reviravolta. As duas partes se reuniram na última semana, com representantes colorados in loco para tratar do negócio em Santos.

No molde de negociação debatido, o Inter trata para selar o empréstimo de Zeca até o final de 2019, com a permanência de Eduardo Sasha no Santos pelo mesmo período. O acordo prevê ainda uma espécie de cláusula de vitrine. Ou seja: o Colorado lucra com uma possível venda do lateral-esquerdo e vice-versa.

Na noite de segunda-feira, o presidente do Santos, Carlos Peres, afirmou em entrevista coletiva na festa dos Melhores do Paulistão, que negocia com o Inter a troca entre os dois jogadores.


– Estamos negociando com o Internacional. Flamengo e Grêmio também se interessaram. É uma negociação dura, difícil, de paciência. Zeca está parado há cinco meses, isso dificulta um pouco – disse o mandatário.

frm20180315175

Inicialmente, o Santos pediu a cessão definitiva de Eduardo Sasha, mais 2 milhões de euros na tratativa – algo negado pelo Inter, seja por um momento de dificuldades financeiras ou pela expectativa de lucrar com o atacante. Ao longo das tratativas, se debateu a saída de outro atleta do elenco colorado. Fernando Bob e Camilo foram nomes trabalhados pelo Colorado, ao passo que o Peixe sugeriu William Pottker e D’Alessandro, ambos fora de cogitação.


Entenda o caso Zeca
Zeca foi à Justiça pedir a rescisão do contrato por supostos atrasos no recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), o que o Santos nega. Ele conseguiu uma liminar quando o caso chegou ao TST (Tribunal Superior do Trabalho), no fim do ano passado.

O lateral-esquerdo esteve perto de acertar uma transferência para o Girona, da Espanha, mas o negócio não foi concretizado. Ele também conversou com o Flamengo, que desistiu do acerto por entender que há risco de a liminar ser revertida, mesmo caso do Corinthians, que também não prosseguiu com a contratação do atleta , que chegou até a realizar exames médicos no Timão na última semana.

Na Vila Belmiro, a decisão do TST é considerada frágil e há confiança de que ela pode ser revertida em abril, quando uma audiência será realizada na Justiça do Trabalho de Santos. Se isso acontecer, o clube promete cobrar o valor da rescisão, que é de R$ 50 milhões para clubes do Brasil e de 50 milhões de euros (cerca de R$ 204 milhões) para estrangeiros.

ACESSE MAIS NOTÍCIAS >>

happy wheels 2 demo

Categoria: