Pai de David, destaque da equipe de futsal alvinegra, diz que clube da capital ofereceu “plano detalhado” para o jovem atleta.

ivais na busca por uma vaga na final do Paulista, Palmeiras e Santos também travam uma disputa longe do Pacaembu, onde se enfrentam nesta terça-feira, às 20h30 (de Brasília). Os dois clubes duelam pela preferência de um garoto de apenas nove anos, David Nogueira Carmo, destaque do time de futsal alvinegro.

Ao contrário das semifinais do Campeonato Paulista, onde o Palmeiras venceu a partida de ida por 1 a 0, no caso de David a vantagem é do Santos, onde o menino atua há dois anos.

O pai do jovem atleta, Edmilson Carmo, é jogador e foi formado na Vila Belmiro – fez parte do elenco que venceu o Paulista de 2006, com 19 anos. Hoje defende a Portuguesa Santista na Série A-3 do estadual, e prefere que David continue onde está.

whatsapp_image_2018-03-26_at_16.50.11

– O Palmeiras nos chamou para uma conversa. Mostraram um plano bem detalhado, como ele jogaria, como seria a evolução dele. Falei com o Santos, ficaram de nos apresentar algo – conta Edmilson.


Ele não fecha portas, mas quer que David continue no litoral:

– Por tudo o que o Santos fez, minha posição é mantê-lo aqui, esperar o que clube pode oferecer.

David joga no time sub-9 de futsal e no sub-10 do futebol de campo. Já marcou 56 gols em 43 jogos. No ano passado, foi campeão de um torneio em que enfrentou justamente o Palmeiras na final. Fez dois gols e levantou o troféu pelo Santos.

– Ele é destro, com um chute muito forte. Ele vem de trás com a bola, dá passes para gol e faz inúmeros gols de falta. É o camisa 10 e capitão do time – descreve o pai do garoto.

Procurado, o Palmeiras confirmou o interesse no atleta, que houve conversas com Edmilson, mas negou ter apresentado um planejamento detalhado. Segundo o clube, as negociações não prosperaram. O Santos, por outro lado, informou não ter conhecimento das intenções do rival.

A Lei Pelé não permite que os clubes tenham qualquer contrato com atletas menores de 14 anos. A partir desta idade, eles podem assinar contratos de formação, com auxílio financeiro, mas sem vínculo empregatício. Contratos profissionais só são permitidos aos 16 anos.


Fonte: GLOBOESPORTE.COM

ACESSE MAIS NOTÍCIAS >>

happy wheels 2 demo

Categoria: