b_600_0_16777215_00_images_stories_imagens_2017_novembro_santos_e_avai

Em jogo que decretou o rebaixamento do Avaí, o Peixe não teve boa atuação, mas lucra R$ 7,7 milhões de reais com o terceiro lugar na classificação final do Campeonato Brasileiro.

Acabou! Santos e Avaí jogaram neste domingo pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Com o empate em 1 a 1, na Vila Belmiro, o time de Santa Catarina foi rebaixado para a série B do Brasileiro.

O Avaí terminou o campeonato na 18ª posição com 43 pontos. Já o time da baixada santista perdeu a chance de terminar o campeonato na segunda colocação, já que o Palmeiras (terminou em 2º) foi derrotado por 3 a 0 pelo Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Mas o Peixe que, ficou em terceiro lugar com 63 pontos, teve um lucro de R$ 7,7 milhões de reais.


O JOGO
O público de 7.539 pagantes que, compareceu à Vila Belmiro, não assistiu a um bom jogo de futebol. O primeiro tempo foi muito abaixo do esperado e o time do técnico Elano não conseguia impor seu ritmo sobre o Avaí, do técnico Claudinei Oliveira.

Buscando a vitória, o alvinegro praiano teve duas chances de gol, em chutes de fora da área, com Victor Ferraz e Kayke. Mas em ambas as jogadas o goleiro Douglas, do Avaí, evitou os gols. A resposta veio rápida. Em ataque do time de Santa Catarina, João Paulo chutou de longe, mas a bola pegou no travessão.

Antes de terminar a primeira etapa, aos 30 minutos, o Santos partiu em um rápido contra-ataque com o volante Matheus Jesus, que tocou para Copete. O atacante colombiano só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol, já que o goleiro Douglas, do Avaí, tropeçou no meio do caminho. A torcida santista comemorou por um minuto. O Avaí partiu pelo lado esquerdo de ataque, com Pedro Castro, que foi revelado pelo Santos. O volante deu um chute de fora da área. A bola entrou no ângulo esquerdo do gol de Vanderlei, que nada pôde fazer.


O segundo tempo também não teve grandes emoções para os torcedores. O Peixe tentava agredir o time do Avaí, mas esbarrava na forte marcação do time do Sul. O time de Elano teve uma chance logo no início da segunda etapa, mas o atacante Bruno Henrique escorregou e desperdiçou a oportunidade dentro da área.

Mesmo com as alterações realizadas pelo técnico Elano, o Santos não conseguiu evoluir. Vecchio saiu para a entrada de Emerson Barbosa, menino da base santista. Outra mudança foi a entrada dos atacantes Rodrygo e Yuri Alberto, nos lugares de Kayke e do colombiano Copete, respectivamente. O time ficou mais veloz, mas falhava quando chegava ao gol adversário.

O jogo foi para o final com um Avaí desesperado pela vitória, para evitar o rebaixamento para a série B do Campeonato Brasileiro, e um Santos aproveitando os espaços deixados pela equipe de Santa Catarina. Mas o jogo acabou em 1 a 1 e os catarinenses não conseguiram o seu objetivo de se manter na elite do futebol brasileiro.

Coletiva
Após o empate, o técnico Elano falou sobre a entrada de jovens da base na equipe profissional.
“Temos um grupo muito qualificado, jovens que estão aparecendo e consequentemente estarão na pré-temporada com a gente. Precisamos nos reforçar com jovens, com contratos, para que possamos continuar o trabalho. É um ano longo, a Libertadores é muito difícil, são muitas competições, são quase 85 jogos por ano” disse o comandante santista.


Veja as estatísticas
Fonte: Globo Esporte

Posse de bola
Santos 56% / 44% Avaí
Finalizações
Santos 19 / 11 Avaí
Chances reais de gol
Santos 9 / 5 Avaí
Cabeçadas
Santos 2 / 0 Avaí
Bolas levantadas
Santos 13 / 13 Avaí
Faltas
Santos 16 / 11 Avaí
Passes errados
Santos 35 / 18 Avaí
Passes certos
Santos 353 / 193 Avaí
Impedimentos
Santos 5 / 0 Avaí


FICHA TÉCNICA
SANTOS – Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Jean Mota; Matheus Jesus, Renato e Emiliano Vecchio (Émerson Barbosa); Bruno Henrique, Copete (Rodrygo) e Kayke (Yuri Alberto). Técnico: Elano.
AVAÍ – Douglas Friedrich; Maicon, Fagner Alemão, Betão e João Paulo; Wellington Simião, Pedro Castro e Marquinhos (Juan); Maurinho, Lourenço (Romulo) e Júnior Dutra (Luanzinho). Técnico: Claudinei Oliveira.
GOLS – Copete, aos 30, e Pedro Castro, aos 31 minutos do primeiro tempo.
CARTÕES AMARELOS – Matheus Jesus e Émerson Barbosa (Santos) Wellington Simião (Avaí).
ÁRBITRO – Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).
RENDA – R$ 122.215,00.
PÚBLICO – 7.539 pagantes.
LOCAL – Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Por: Ricardo Valente

ACESSE MAIS NOTÍCIAS >>

happy wheels 2 demo

Categoria: