CHAPECOENSE E SANTOS

Em jogo muito fraco tecnicamente, time de Elano perde por 2 a 0 para a Chape e está fora matematicamente da disputa pelo título do Campeonato Brasileiro.

Chapecoense e Santos jogaram pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro para um público de 11.301 pagantes, na Arena Condá, em Chapecó. Com a derrota para à Chape por 2 a 0, o Peixe perdeu definitivamente a chance de ser campeão brasileiro de 2017. Mesmo distante do líder Corinthians o time da baixada santista ainda tinha chances matemáticas para brigar pelo caneco.

Faltando apenas quatro jogos para o término do brasileirão, o Santos concentra a partir de agora todas as suas forças para buscar uma vaga de grupos na Taça Libertadores da América do ano que vem. Em quarto lugar na tabela com 56 pontos o sonho do título acabou, mas a busca pela vaga no torneio sul americano ainda é possível. Já a Chapecoense teve sua sexta partida sem derrota, pulando para 44 pontos na 13ª posição. Com a vitória e dominando os santistas do início ao fim, o time de Chapecó está cada vez mais perto de livrar do tão temido rebaixamento.


O JOGO
Mais uma vez o Santos não fez um bom jogo. Com jogadores abaixo da média, inclusive Lucas Lima, o time sofreu bastante dentro de campo e acabou derrotado pela Chapecoense. O time de Elano ainda sonhava em reassumir o segundo lugar no campeonato e vindo de uma derrota para o Vasco de virada, em casa, era momento para se reabilitar perante seus poucos torcedores que foram até a Arena Condá.

O técnico santista deve dificuldades para escalar o time, já que o zagueiro David Braz está machucado e o rápido atacante Bruno Henrique estava suspenso para esse jogo. O zagueiro Luiz Felipe atuou e Matheus Jesus foi escalado no meio-campo. Lucas Lima, que não vem tendo boas atuações, fez mais um jogo muito abaixo do esperado e ao sair de campo no final do jogo não quis dar entrevistas.

O time não conseguia sair jogando, dava espaços para a Chapecoense criar suas jogadas. O Peixe não avançava com os laterais Daniel Guedes e Victor Ferraz. Já no meio-campo Alison, Renato e Matheus Jesus marcavam o time de Gilson Kleina, mas não conseguiam sair com boas jogadas e em velocidade com Lucas Lima. Os atacantes Arthur Gomes e Ricardo Oliveira pouco pegaram na bola. Com poucas chances de ambas as equipes, a primeira jogada real foi quando o meio-campo da Chapecoense Luiz Antônio fez um lançamento para o ataque, mas o zagueiro santista Lucas Veríssimo cortou com a mão e dentro da área. Pênalti marcado pelo árbitro Jailson Macedo Freitas. O atacante Wellington Paulista foi devagar para a bola e chutou no canto esquerdo do goleiro Vanderlei.


O Santos teve uma bela oportunidade aos 32 minutos da primeira etapa com Victor Ferraz. O lateral recebeu passe de Ricardo Oliveira, invadiu a área, mas a zaga cortou antes que ele chutasse. Sem outros lances de ataque do Peixe, o goleiro Jandrei, da Chape, praticamente não sujou o uniforme.

No segundo tempo os times voltaram praticamente com a mesma postura dentro de campo. A Chapecoense marcava forte e tentava sair rápido para pegar os santistas no contra-ataque. O técnico Elano fez a sua primeira alteração logo aos 8 minutos da segunda etapa e colocou Jean Mota no lugar de Lucas Lima, que até aquele momento não teve participação alguma na equipe.

Tentando partir para cima do time de Gilson Kleina, o Santos não conseguia desenvolver jogadas de perigo e aos 12 minutos o time da casa quase marcou novamente com o atacante Arthur, que chutou forte, mas a bola foi para fora. Mas aos 10 minutos conseguiu marcar. Em bela jogada de Wellington Paulista, o atacante ganhou na disputa de corpo e pelo lado direito de ataque cruzou a bola. Arthur só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol. 2 a 0.

Ricardo Oliveira, atacante do Santos, ainda teve uma bela chance de diminuir para os santistas, cabeceando a bola na trave. O jogo foi para o seu final e a Chapecoense garantiu a vitória em casa sobre um time apático e sem vibração. Agora resta ao alvinegro praiano buscar forças para se garantir na Libertadores de 2018.


Após a partida e derrota por 2 a 0, o técnico Elano falou sobre a substituição de Lucas Lima, que não vem rendendo o esperado nos últimos jogos do Peixe.

“Trato a todos igual. Fiz uma mudança técnica. O Jean treina pelo lado e tentamos criar alternativas. Não é nada direcionado a ele. Foi uma decisão técnica. Ninguém fica contente quando sai. Ele saiu normal. A maior chateação é a derrota. Tenho direito de tirar e colocar quem é melhor. Coloquei o Jean porque também treinou. Aqui é um grupo e temos que vencer na quinta-feira” disse o comandante santista.

Veja as estatísticas de Chapecoense 2 X 0 Santos
Fonte: Footstats

Posse de bola
Chapecoense 40% / Santos: 60%
Finalizações certas
Chapecoense 5 / Santos 4
Finalizações erradas
Chapecoense 6 / Santos 5
Cruzamentos certos
Chapecoense 3 / Santos 4
Cruzamentos errados
Chapecoense 13 / Santos 17
Passes certos
Chapecoense 294 / Santos 433
Passes errados
Chapecoense 33 / Santos 39
Lançamentos certos
Chapecoense 13 / Santos 11
Lançamentos errados
Chapecoense 27 / Santos 14
Desarmes certos
Chapecoense 24 / Santos 12
Faltas cometidas
Chapecoense 10 / Santos 15

Próxima rodada
A Chapecoense recebe o Vitória na Arena Condá, na quinta-feira, às 20 horas. Já o Santos vai à Salvador encarar o time do Bahia, na Fonte Nova, às 21h.

Por: Ricardo Valente

ACESSE MAIS NOTÍCIAS >>

happy wheels 2 demo

Categoria: